Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

MAR DE MAIO

Três razões para ler um livro na quarentena

31.03.20

tres-razoes-ler-quarentena.jpg

Não consigo ver mais artigos sobre como ser produtivo na quarentena. Vi o vlog do John Green (cujos livros nunca li para dizer a verdade) sobre algo muito mais importante, manter a saúde mental e gostei tanto que tinha de partilhar. Num dos pontos, ele fala sobre continuar a fazer coisas que nos estimulam e que nos fazem bem (e que nos distraem da realidade...). Aqui ficam três razões para se ler um livro por estes dias:

1. É melhor do que ler as notícias: A sério, juro. Sinto-me dividida entre querer estar informada sobre o que vai acontecendo e querer, digamos, manter a sanidade mental. Como tudo na vida, também isto vai passar. Nos entretantos, temos de manter a cabeça ocupada e o coração sereno. Instalei o block site, que é uma extensão do Google chrome que nos permite bloquear sites e palavras-chave. Durante uns quinze minutos por dia, desbloqueio sites de notícias e vou saber as novidades. Depois volto a bloquear e vou fazer outras coisas.

2. Ajuda a dormir melhor: Custa-me sempre adormecer quando fico em casa o dia todo e ler um bocadinho antes, nem que seja por dez minutos, ajuda muito.

3. É uma boa forma de distração: Acho que o mundo se divide entre as pessoas que, numa pandemia, vão ler «A peste» do Camus ou o «Ensaio sobre a cegueira» do Saramago e ver o filme «Contágio» e as pessoas que querem fugir dessas histórias. Eu estou claramente no segundo grupo. Fiz uma lista da vergonha com todos os livros que tenho na estante para ler e tenho pegado naqueles que têm histórias pouco pesadas, uma escrita fluida e que, definitivamente, estão longe da realidade em que vivemos agora.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.