Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

The crown 4: a temporada que leva a coroa

The-Crown-mar-maio.jpg

Não sou a maior fã de «The crown», a série da netflix sobre a realeza britânica. Vi a primeira temporada e gostei, não consegui terminar a segunda e pouco vi da terceira. Mas, sabendo que na quarta temporada aparece a princesa Diana, não podia deixar de ver.

Na verdade, é uma temporada extremamente bem feita em que as mulheres tomam todo o protagonismo. Temos o início da relação entre o Carlos e a Diana, as muitas dificuldades que se seguiram ao casamento e a bulimia da princesa. Mas também temos a Margaret Thatcher (interpretada pela Gillian Anderson) que sobe ao poder para enfrentar uma crise económica e resolver uma guerra nas Malvinas. E temos a Margaret, irmã da rainha (interpretada pela Helena Bonham Carter que, lamento, mas para mim vai ser sempre a Belatrix Lestrange). Achei esta personagem uma das mais interessantes e bem desenvolvidas. A sua perda de protagonismo na vida real leva a série a focar-se numa história secundária que, não sendo novidade, continua a ser chocante.

Esta 4ª temporada vai do final dos anos 70 até 1990 pelo que, só na próxima, é que vamos acompanhar o divórcio, todos os escândalos que se seguiram e possivelmente a morte da princesa Diana.

Já há rumores de que o príncipe Carlos e outros membros da família real não ficaram contentes com o retrato que a série faz deles. É certo que «The crown» é uma série de ficção inspirada em pessoas e acontecimentos reais. Mas continua a ser ficção. No entanto, a impressão que fica da família real no final desta temporada não é boa. Fica a sensação de que só há uma pessoa verdadeiramente importante na teia, que é a rainha, e que para os restantes é cada um por si.

2 comentários

Comentar post