Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

Fonte de Letras: a simpática livraria de Évora

Foi num dia em que estavam mais de 40ºC que fui conhecer a Fonte de Letras. Esta livraria abriu inicialmente em Montemor-o-Novo, mas mudou-se para Évora em 2013. Tem uma selecção muito ecléctica que inclui novidades, livros de editoras mais pequenas (como a Língua Morta que edita Ivone Mendes da Silva, entre outros), e até uma excelente selecção de novelas gráficas, além de livros infantis. Além (...)

Dona Ajuda: um projecto solidário

Há muito tempo que queria visitar a Dona Ajuda, no mercado do rato. Assim que lá entramos, deparamo-nos com várias casinhas, cada uma com um tipo de produto. E aqui encontram de tudo. Desde brinquedos de criança, roupa, calçado, malas, artigos de decoração, discos e livros. Os produtos são vendidos a preços simbólicos (os livros, por exemplo, andam entre o um e os três euros, na sua maioria). O dinheiro reverte para a associação que também envia artigos para outras (...)

The Owl Story Book Store em Lagos

Foi há oito anos que a «The owl story book store» surgiu em Lagos. Começou por ser uma livraria diversificada e, com o tempo, fruto também de ser procurada por muitos turistas, focou-se apenas em livros em inglês. Quando passeamos pelas estantes cheias de livros em segunda mão, é possível encontrar desde livros muito recentes a clássicos. Há secções com edições muito antigas de colecionador que são procurados sobretudo por compradores espanhóis. Além de uma edição (...)

Livraria solidária de Carnide

Foi numa tarde solarenga de Outubro que fui, finalmente, conhecer a livraria solidária de Carnide. Fica muito próxima do Colombo (são 10 minutos a pé). O espaço tem algumas estantes cheias de livros até ao tecto cujo valor varia entre 1 e 5 euros e reverte para projectos culturais em Lisboa. Há livros para todos os gostos, desde literatura traduzida (clássicos e (...)

Duas livrarias (online) que recomendo

Infelizmente, e ao contrário do que aconteceu no Reino Unido, as vendas de livros caíram em Portugal durante o fecho das livrarias. Houve várias iniciativas, como a RELI (rede das livrarias independentes) e pareceu-me, pelo menos pelos blogs e pelo youtube, que muita gente continuou a comprar livros. Entretanto, a feira do livro já foi anunciada para final de Agosto e início de Setembro mas, até lá, ficam aqui duas (...)