Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

MAR DE MAIO

Frida Kahlo: uma exposição de fotografia

24.07.18
Confesso que não sabia muito sobre Frida Kahlo até ter decidido ir ao Porto ver a sua exposição de fotografia. Conhecia os seus auto-retratos mas pouco sabia sobre a sua vida. Não sabia que quando tinha apenas seis anos, Frida sofreu de poliomielite, que a deixou com uma perna mais curta do que a outra e a coxear. Os vestidos compridos que usava tornaram-se uma forma de disfarçar isso. E com 18 anos, o autocarro escolar onde seguia colidiu com um elétrico e Frida sofreu mais de 20 (...)

A Coreia do Norte pelo olhar de Hyeonseo Lee

24.04.18
Hyeonseo Lee e a mãe tinham acabado de levantar dinheiro num multibanco. Era o primeiro dia da mãe na Coreia do sul. Para trás, tinha ficado a vida na Coreia do Norte. Hyeonseo avança pela rua e repara que a mãe ficou para trás, parada a olhar o multibanco.“Nunca poderia imaginar uma coisa destas - foi o seu comentário.Pensou que lá atrás, escondido dentro da parede, estava um caxeiro muito pequenino que contava as notas a uma velocidade vertiginosa.- Coitado, preso ali dentro (...)

Dormir com paralisia do sono

02.11.17
As minhas primeiras memórias de miúda estão associadas a insónias. Ou demorava horas para adormecer ou acordava a meio da noite e vagueava pela casa. Acabava sempre no escritório a folhear os livros que preenchiam as estantes. Depois passava a noite inteira a ler e ia para a escola, cheia de sono, na manhã seguinte. Anos depois, dormir continua a ser a minha maior fonte de dores de cabeça e cansaço. Durmo melhor do que há uns anos atrás mas não há coisa que inveje mais nos (...)

Uma manhã com Jodi Cobb

13.06.17
Fui ao National Geographic Summit para ouvir Jane Goodall. Sabia que havia dois oradores antes dela, mas não pesquisei nada sobre eles. A primeira pessoa a subir ao palco foi Jodi Cobb. Jodi é fotógrafa da National Geographic há algumas décadas. Fala como quem tem o maior prazer em partilhar a sua história. E tem graça, muita graça. Vai mostrando fotografias das reportagens mais marcantes da sua carreira. Foi a primeira mulher fotógrafa a ser contratada pela National Geographic, a (...)

Uma manhã com Jane Goodall

06.06.17
Há dois anos li um livro de Jane Goodall, de título “Reasons for hope”. Foi a minha introdução a Jane Goodall. Já conhecia partes da sua história, mas este livro é muito mais do que isso:How healing it was to be back at Gombe again, and by myself with the chimpanzees and their forest. I had left the busy, materialistic world so full of greed and selfishness and, for a little while, could feel myself, as in the early days, a part of nature. I felt very much in tune with the (...)