Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

Razões para viver de Matt Haig

razoes-viver-matt-haig.jpg

Se medirmos o valor que um livro tem para nós pela quantidade de notas que tiramos e de frases que queremos guardar, acho que pela imagem já percebem que gostei muito deste. «Razões para viver» é a experiência pessoal de Matt Haig com a ansiedade e a depressão. Não é extraordinariamente bem escrito e não tem propriamente capítulos. Lê-se mais como uma série de notas, apontamentos e listas sobre a sua experiência.

O valor deste livro prende-se com o facto de (ainda) ser incomum haver alguém disposto a falar sobre estes temas com honestidade e de uma forma pouco editada.

A partir do exterior, as pessoas conseguem avaliar a nossa forma física, constatar que nós somos uma massa unificada de átomos e células. E, no entanto, no interior, sentimos que acabou de explodir um Big Bang. Sentimo-nos perdidos, desintegrados, dispersos por toda aquela matéria negra do universo. (...) Num mundo em que as hipóteses são infinitas, também são infinitas as hipóteses de sofrimento, separação ou perda definitiva. Por isso, o medo instiga a imaginação e vice-versa, numa pescadinha de rabo na boca, até nos restar apenas a alternativa de enlouquecermos.

Acho mesmo que é daqueles livros que toda a gente devia ler. Para nos entendermos melhor a nós próprios, e aos outros. E também é daqueles livros que devemos oferecer com carinho a alguém que sabemos estar a passar um mau bocado. Afinal, a vida não são sempre rosas. E felizmente, já existem pessoas como o Matt Haig, dispostas a falar sobre isso sem 

2 comentários

Comentar post