Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

O que fazer com os livros que já não queremos

mar-maio-doar-livros.png

No geral, não me faz confusão ver-me livre dos livros que já não quero. Se sei que não vou querer reler (ou que é muito pouco provável) e se não me marcaram muito não tenho problemas em livrar-me deles. Se tiverem livros em casa que já não querem, aqui ficam algumas boas opções acerca do que podem fazer com eles.

Vender ou trocar

É possível vender ou trocar livros em grupos do facebook, no olx, no custo justo, na bibliofeira ou no mais recente tradestories (basta indicarem que pretendem trocar o item quando criam um anúncio).

Outra opção é dirigirem-se a uma das muitas cabines de leitura ou little free librarys que existem em Portugal, deixarem um ou vários livros vossos e, se quiserem, levarem um para ler.

Doar

Há sempre sítios onde podemos doar livros que já não queremos mas que estão em bom estado, como a biblioteca municipal da nossa região, bibliotecas escolares ou instituições. Podem ler aqui mais sobre como podem doar livros à rede de bibliotecas de Lisboa. Na feira do livro de Lisboa, por exemplo, costuma haver um espaço onde podemos doar os livros que já não queremos.

Doar os livros à Biblioteca solidária de Carnide (que vende livros em segunda mão e cujo valor reverte para projetos sociais) também é uma boa opção.

Também podem recorrer ao Livrar, uma plataforma online onde podem disponibilizar gratuitamente os vossos livros. Nos primeiros 15 dias, as bibliotecas inscritas no site podem ficar com eles. Caso isso não aconteça, os livros ficam disponíveis para particulares.

Outra opção é aderirem ao bookscrossing. Neste caso, têm de registar o vosso livro no site, colar-lhe algumas etiquetas e passá-lo a um amigo ou a um estranho. A partir daí, podem seguir pelo site em que parte do mundo está o vosso livro e ler os comentários dos outros leitores.

Tenham em atenção que, devido à situação atual, algumas destas opções podem não estar em funcionamento.

Se tiverem mais sugestões de sítios ou opções do doação ou troca de livros deixem nos comentários :)

6 comentários

Comentar post