Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

Levante-se o réu de Rui Cardoso Martins: as histórias caricatas dos tribunais portugueses

mar-maio-levante-se-o-reu-rui-cardoso-martins.png

Um homem de 70 anos que se chateia com o vizinho do terreno e o assusta com uma caçadeira, a rapariga que rouba caldos knorr no supermercado para comprar droga, vizinhos que não se dão, o rapaz que atropela uma mulher e foge, a mulher que morde um vizinho, o judoca que empurra um homem e, sem querer, o mata, vizinhos que não se dão, homens que batem nas mulheres e nos filhos, vizinhos que não se dão, o homem que assalta o bar do tribunal, a mulher que parte a campainha da amante do marido com um martelo, vizinhos que não se dão.

Rui Cardoso Martins foi cronista do jornal Público durante 20 anos. O seu trabalho era assistir a julgamentos públicos e escrever crónicas sobre o assunto. A justiça (e a injustiça) deu-lhe pano para mangas, e as melhores crónicas estão reunidas neste livro de 350 páginas.

Há histórias engraçadas, histórias tristes e outras que são apenas perturbadoras. E há vizinhos que não se podem ver à frente. Muitos. Em muitas destas crónicas fica a sensação de que estamos a despender recursos (tempo e energia de advogados e juízes e dinheiro, no fundo) para resolver desacatos tão mesquinhos e tão mínimos... E o tempo que isto retira a casos que importam verdadeiramente? Violência doméstica, negação de auxílio a alguém que acabou de ser atropelado,... tudo casos que também constam neste livro.

É certo que as crónicas deste livro cobrem os anos 90 e o início dos anos 2000, mas não creio que as coisas tenham mudado muito, infelizmente.

Pelo menos, estes casos deram origem a um livro que vale mesmo a pena ler, a até há um segundo volume!