Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

Duas adaptações para ver: Normal people e Little fires everywhere

normal-people-mar-maio.jpg

Duas adaptações da Hulu: Normal people, a adaptação do romance de Sally Rooney e Little fires everywhere, a adaptação do romance de Celeste Ng.

 

Normal people (Hulu)

A adaptação do romance premiado de Sally Rooney (Pessoas normais na tradução em português). «Normal people» conta a história de Connell e Marianne, que vivem numa pequena cidade da Irlanda, desde que se conhecem durante o liceu e até aos quatro anos seguintes.

As comparações entre livros e as suas adaptações para série nem sempre são justas. São produtos diferentes e acabamos quase sempre desiludidos quando tentamos ver um em função do outro. «Normal people» faz parte da exceção. A série é leve e complexa, como o livro. Os personagens estão construídos em camadas, como no livro. Há uma grande atenção aos detalhes nos diálogos, como no livro. Enfim, gostei muito mesmo desta série. Gostei tanto que fiquei com vontade de ir reler o livro.

Trailer aqui

 

Little fires everywhere (Hulu)

little-fires-everywhere-mar-maio.jpg

A adaptação à televisão do livro «Little fires everywhere» (ou «Pequenos fogos em todo o lado» na tradução em português) de Celeste Ng tem oito episódios de quarenta minutos. Esta história segue Mia (uma artista) que se muda com a filha adolescente para uma cidade que prima pela perfeição. A produção fez uma escolha interessante ao atribuir o papel de Mia a uma atriz negra, o que acabou por introduzir o tema do racismo de uma forma muito mais direta do que acontecia no livro.

Confesso que tenho alguma dificuldade em dizer se gostei ou não da série. Tem um ritmo lento e, tal como no livro, as histórias vão-se sucedendo à medida que pequenos fogos vão sendo ateados. O problema da série é que, para mim, não consegue captar as entrelinhas da escrita de Celeste Ng. É que o livro é feito de subtilezas que não resultaram no ecrã. Apesar disso, gostei bastante dos dois últimos episódios que achei muito melhores do que os anteriores. Enfim, recomendo a quem tiver lido o livro e tiver curiosidade em ver como ficou a série.

Trailer aqui

5 comentários

Comentar post