Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Drácula de Bram Stoker

Inês, 13.08.19

dracula.jpg

Drácula de Bram Stoker começa com a viagem de Jonathan Harker até à Transilvânia para o ajudar a adquirir uma propriedade em Londres. Nas semanas que passa no castelo de drácula, Jonathan começa a estranhar algumas coisas como o facto de nunca conseguir perceber a idade do conde, não haver espelhos em lado nenhum, nunca ver o conde almoçar ou jantar ou o facto deste desaparecer sempre durante o dia.

- Seja bem-vindo a minha casa - repetiu (o conde drácula) - entre nela livremente, volte a partir são e salvo e deixe nela um pouco da felicidade que aqui traz.

A partir daqui a história vai-se desenvolvendo sempre sobre a forma de diários de várias personagens, de telegramas e cartas e de notícias de jornais. Além da estadia de Jonathan com o drácula, há o mistério de um navio naufragado, de um paciente num asilo que come animais vivos e de uma rapariga com uma doença estranha. Estas histórias vão-se encaixando como as peças de um puzzle nos capítulos finais.

Confesso que não dava nada por este clássico publicado em 1897 mas fiquei muito surpreendida pela positiva. É um livro fácil de ler, fluido, com uma história cheia de personagens interessantes que se desenrola com o ritmo de um policial. Além disso, apesar de ser considerado um clássico do horror, acho que se enquadra mais no gótico porque não há aqui nada de assustador. Recomendo vivamente.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.