Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

Dez coisas que adorei no LX Factory

mar-maio-lx-factory.jpg

Eu sei que as viagens e os passeios ainda estão um bocadinho off limits mas não custa ir sonhando nos entretantos.

Já tinha ido duas vezes ao LX factory, em Lisboa, e gostei mas não adorei. Em resumo, não percebia o que tanta gente lhe via de extraordinário e senti até alguma desilusão. Mas isso foi até lá ter ido num domingo meio solarengo, meio chuvoso do início de Março (na verdade, na minha última saída da casa antes de um longuíssimo isolamento social). É certo que havia muita gente, o que nunca me agrada. Mas, para compensar, havia muita coisa a acontecer e cada sítio onde entrava tinha algo de especial para oferecer. Eis as minhas 10 coisas preferidas:

1. Ver as bancas da feira de artesanato - O LX market estava todos os domingos no LX factory entre as 10 e as 18 horas. Tem bancas de pão e queijo, cadernos artesanais, bijuteria, plantas... Tem tudo e mais alguma coisa, incluindo bonecas de voodoo.

mar-maio-lx-factory-feira-artesanato.jpg

 

2. Entrar na livraria Ler Devagar - Apesar de estar longe de ser uma das minhas livrarias preferidas em Lisboa (gosto mais de livrarias antigas como a Bertrand do Chiado e de alfarrabistas), vale a pena conhecer a Ler Devagar. No piso de baixo tem os livros mais recentes e, no de cima, livros por categorias e também uma loja de discos de vinil.

mar-maio-lx-factory-ler-devagar.jpg

 

3. Conhecer o mundo de Michel no segundo piso da Ler Devagar - Michel é francês e vive há quarenta anos em Lisboa, onde toca acordeão e dança sapateado. Na livraria, tem um espaço que vai alterando de acordo com as suas inspirações do momento. Há ilustrações, objetos e fotografias antigas, marionetas e, claro, o seu precioso acordeão.

mar-maio-lx-factory-michel.jpg

 

4. Provar o bolo de chocolate da Landeau - Dizem que é o melhor bolo de chocolate do mundo. Efetivamente, não sei se é o melhor do mundo, mas é absolutamente divinal. Tem uma camada de bolo, outra de mousse e um pó de brigadeiro em cima e em baixo. Além disso, a Landeau tem uma decoração em tons de azul, verde e castanho muito bonita, cheia de detalhes originais.

5. Conhecer o programa de refill da Benamôr - Foi uma loja onde entrei apenas por curiosidade. Tem uma decoração muito bonita com recipientes de vidro enormes cheios de gel de banho, loção de corpo e outros produtos. Tudo isto faz parte do programa de refill. Ou seja, compram a embalagem de alumínio de 500 ml por 1,5 euros e o produto que quiserem. Quando este terminar levam à loja e a embalagem vai para desinfeção (daí os recipientes serem de alumínio porque este produto pode ir a altas temperaturas) e depois, a partir daí, pagam apenas o conteúdo da embalagem.

mar-maio-lx-factory-benamor-refill.jpg

 

6. Entrar na loja de velharias - Chama-se muitomuito e entrar lá faz-me lembrar a casa dos meus avós e a minha infância nos anos 90. Tem desde móveis e quadros antigos a brinquedos de criança, passando por livros em segunda mão. 

7. Sair maravilhado do teatro da caixa de Van Gogh - É um pequeno teatro sobre a vida e os quadros de Van Gogh. Espreitam pelo buraquinho, põem os auscultadores e garanto-vos que vão ficar surpreendidos com o que é possível fazer-se acontecer dentro de uma pequena caixa de madeira. Há um segundo teatro, também sobre Van Gogh, numa caixa que está na livraria Ler Devagar.

mar-maio-lx-factory.jpg

 

8. Apreciar a música brasileira no restaurante Boqueirão - Não foi desta que provei a comida brasileira do Boqueirão (que tem menús a preços bem acessíveis) mas fica para uma próxima visita.

mar-maio-lx-factory.jpg

 

9. Ver o graffiti da Frida Kahlo - Está na fachada do restaurante mexicano e tem uma das frases bonitas que tanto a caracterizam.

mar-maio-lx-factory.jpg

10. Ver todos os outros graffitis.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.