Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

MAR DE MAIO

As intermitências da morte de José Saramago

04.02.16

as intermitências da morte de José Saramago.JPG

Ainda só tinha lido dois livros do Saramago antes deste, o "Memorial do Convento" e "A viagem do elefante". Ambos livros históricos.
«As intermitências da morte» começa assim: "No dia seguinte ninguém morreu". É quase como explorar a realidade de um universo paralelo, onde as pessoas deixam de morrer. O que mais gostei foi da história, a linha condutora do texto é maravilhosamente bem feita.

Não quero revelar nada, mas acho que este livro se divide quase em três partes. A primeira segue as consequências de um país onde ninguém morre. A segunda deu-me alguma vontade de parar de ler o livro. Achei repetitiva e desnecessariamente extensa. Mas ainda bem que continuei a ler porque ao longo das últimas 80 páginas, o livro passa a focar-se numa personagem particular e torna-se muito melhor do que nas páginas anteriores. Os últimos capítulos e o final do livro são, sem muita certeza porque acabei há poucos dias de ler o livro, inesquecíveis.

As últimas páginas foram, sem dúvida alguma, das melhores coisas que já li. Por isso, não podia recomendar mais este livro.

5 comentários

Comentar post