Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

A série da HBO: the case against Adnan Syed

Inês, 07.05.19

adnan-syed.jpg

Não sabia nada sobre o caso real de Adnan Syed antes de ver o documentário. É um caso muito conhecido nos Estados Unidos e deu origem a um dos podcasts mais ouvidos de sempre (na série Serial).

 

É um caso complicado e cheio de detalhes mas basicamente, em 1999, uma rapariga coreana (Hae) desapareceu em Baltimore. Algum tempo depois, o corpo foi encontrado e o ex-namorado (Adnan Syed) foi considerado culpado. Foi condenado a passar o resto da vida na prisão mas ainda hoje se diz inocente. A família tem tentado a todo o custo conseguir um novo julgamento e provar a sua inocência.

 

Esta é uma daquelas séries que prendem desde o primeiro minuto para quem (como eu) gosta de séries como casos arquivados. Não há muitos elementos que liguem Syed ao assassinato de Hae, nem sequer há DNA ou qualquer análise forense, mas há um testemunho de um colega de liceu que diz que ajudou Adnan a esconder o corpo de Hae. No entanto, este testemunho que é (quase) a única prova contra Syed parece pouco fiável por várias razões. O documentário vai apresentando as provas e testemunhos contra Adnan aos poucos, intercalados com momentos que mostram como a família de Syed lida com o facto dele estar preso há quase vinte anos.

 

A minha única crítica ao documentário é que, ao pesquisar mais sobre o assunto, percebi que alguns pormenores contra Adnan ficaram fora do documentário. Ou seja, acho que é muito one-sided mostrando todos os dados a favor de Adnan e escondendo alguns dos que estão contra. Além disso, o facto da família e amigos de Hae praticamente não aparecerem parece-me uma falha grave. Não sei se não quiseram aparecer ou se o facto de terem uma opinião contrária à do documentário levou a que não aparecessem - a família de Hae acredita que Adnan é culpado.

 

De qualquer forma, é um documentário fantástico para quem gosta de explorar crimes reais que estão no limbo em que não se percebe muito bem se alguém é culpado ou inocente. Neste caso, parece-me muito duvidoso que, independentemente de ser culpado ou inocente, houvessem provas suficientes para condenar Syed. Recomendo muito que vejam e tirem as vossas conclusões.

Trailer aqui.

2 comentários

Comentar post