Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

A história da Mercedes

mar-maio-gatos.png

Esta história começa de forma absolutamente banal. Numa noite de Outono fui pôr o lixo e pareceu-me ouvir um gatinho a miar algures. Procurei e procurei e percebi que estava dentro de um carro por causa do calor. Esperei e consegui ver uma bolinha preta a descer para o alcatrão mas sempre que me tentava aproximar, o gato fugia para dentro do carro outro vez. Tentei várias vezes e vendo a tarefa impossível, deixei comida e um post it no vidro a avisar o condutor e fui-me embora.

 
No dia seguinte, voltei ao carro e lá estava o gato a miar outra vez, num carro diferente. Por sorte, em conversa com uma vizinha, descobrimos a quem pertencia o carro e ao abrir o capot, lá estava uma bolinha preta enfiada num canto. Claro que assim que se tentou apanhar o gato fugiu rua abaixo e meteu-se dentro de um carro num condomínio privado... Deixei outro post it a avisar e com um contacto para o caso de ser necessário e fui-me embora.
 
No dia seguinte, ligou uma senhora. Tinha visto o bilhete, tinha ido para o trabalho de manhã, a cerca de 20 km do condomínio e, depois de ter estacionado o carro na garagem e ido trabalhar, alguém lhe disse que havia um gatinho a miar na garagem... Portanto o gato escondeu-se junto ao motor do carro e ficou lá mesmo depois do motor estar a trabalhar e fazer os 20 km até ao seu novo destino. Estava vivo e aparentemente bem.
 
Fui lá buscar o gatinho. Da garagem escura ouvia-se um miado fininho de dentro de um Mercedes enorme. Éramos seis pessoas na garagem a tentar apanhar o bicho e, ao fim de uma hora, lá conseguimos agarrar o que era, na verdade, uma gatinha tricolor assustada e cheia de óleo.
 
Chama-se Mercedes, evidentemente.

8 comentários

Comentar post