Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

Newsletter

A biblioteca do Trinity College: o melhor de Dublin

dublin-mar-maio-trinitty-college.png

É difícil descrever a experiência de visitar Trinity College. Primeiro, paga-se 18 euros por uma experiência de 30 minutos. Depois, um grupo enorme é enfiado numa sala com alguns painéis informativos e uma aplicação com um áudio-guia. A sala seguinte é o Book of Kells, onde um segurança vai avisando que não se pode tirar fotografias, enquanto tentamos espreitar a página aberta do livro por entre um mar de turistas.

O Book of Kells é um manuscrito em latim que contém os quatro evangelhos do novo testamento. As páginas foram criadas por monges com pele de 150 bezerros, que foi preparada para a escrita. Sim, pele de bezerro.

dublin-mar-maio-trinitty-college.png

A última sala é a Old Library, onde tudo é redimido e que vale cada cêntimo da visita.

Esta biblioteca de 1732 contém cerca de 200 mil livros que ainda são utilizados. É enorme e simplesmente magnífica. Não admira que já tenha sido usada por escritores como Oscar Wilde, Samuel Beckett e Bram Stoker e que seja considerada uma das bibliotecas mais impressionantes do mundo.

mar-maio-trinitty.JPG

dublin-mar-maio-trinitty-college.JPG

Há bustos de escritores e filósofos expostos ao longo da sala de personalidades como Shakespeare e Isaac Newton. Num total de 40, há zero bustos de mulheres. Os quatro primeiros deverão estar concluídos em breve e as mulheres escolhidas são: Rosalind Franklin (cientista), Augusta Gregory (dramaturga), Ada Lovelace (matemática) e Mary Wollstonecraft (escritora e activista pelos direitos das mulheres).

Na verdade, a história da Universidade explica bem esta ausência.

Apesar de uma campanha fervorosa que durou algumas décadas, o reitor da universidade opunha-se à entrada de mulheres em Trinity. Consta que terá dito que só entraria uma mulher naquela universidade por cima do seu cadáver. Em 1904, o reitor morreu e o Trinity recebeu as primeiras alunas.

Hoje em dia, a reitora do Trinitty é uma mulher.

dublin-mar-maio-trinitty-college.JPG

Uma fotografia das primeiras alunas do Trinitty

Curiosamente, um dos objectos em exposição na biblioteca é a proclamação da Irlanda de 1916, que começa com “Irishmen and irishwomen”, algo muito progressivo para a época.

dublin-mar-maio-trinitty-college.JPG

Proclamação da Irlanda de 1916

Além da visita ao livro de Kells e à biblioteca, é possível visitar os jardins do campus da universidade de forma gratuita. Quem já viu a série «Normal People» da HBO talvez reconheça o campus, uma vez que aqui foram gravadas cenas de exteriores.

S0914675.png

6 comentários

Comentar post