Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler, escrever e viver

Ler, escrever e viver

50 coisas que aprendi até aos 31 anos


  1. Só porque experimentaste algo uma vez e não funcionou não significa que não seja para ti.

  2. Mas também não há mal nenhum em experimentar algo e não gostar.

  3. Nunca vires as costas ao mar.

  4. A melhor terapia é mesmo fazer terapia (mas é caro...).

  5. Tudo bem dizer “eu não sei”.

  6. Tudo bem dizer "eu não quero isto para mim".

  7. Votar importa, sempre.

  8. Ser interessado por política também apesar de, às vezes, ser extremamente frustrante.

  9. Os “e se’s” são uma perda de tempo para o passado mas podem ser bons para o futuro.

  10. O luto não é um processo passivo, é mesmo preciso vivê-lo.

  11. Ter um PPR é sempre uma boa ideia.

  12. Fazer um certificado de aforro também.

  13. Ter um seguro de saúde privado também (infelizmente).

  14. Vale sempre a pena seguir a nossa curiosidade.

  15. Viajar é bom, mas, às vezes, o melhor é mesmo ficar no nosso sítio com as nossas pessoas.

  16. Às vezes, precisamos de “perder tempo” a fazer as coisas que gostamos de fazer para ganhar energia e vontade de fazer as coisas que precisamos de fazer.

  17. Há poucas coisas em que valha tanto a pena investir dinheiro como em experiências (concertos com amigos, viagens, museus), formação e, mais importante ainda, saúde.

  18. Ouvir os médicos é importante, mas um médico que estudou uma doença na faculdade sabe menos sobre ela do que um paciente que viveu com ela a vida inteira.

  19. Se queres um bom médico, não perguntes a outro médico. Pergunta a pessoas com o mesmo problema de saúde que tu.

  20. Nunca se deve adiar check-ups, análises e exames médicos. Nunca.

  21. Tudo bem mudar de ideias, faz parte.

  22. É duro ver os nossos pais envelhecer, mas só torna mais importante o tempo que passamos com eles.

  23. Ter um cão é mesmo uma das melhores coisas da vida.

  24. Gatos idem, e dão muito menos trabalho.

  25. Se um livro não nos agarra nas primeiras páginas, para quê perder tempo a lê-lo (idem para filmes e séries)?

  26. O cinema paradiso é o melhor filme de sempre (seguido pelo E.T. e pelo clube dos poetas mortos).

  27. Dormir bem é muito importante (se for preciso tomar comprimidos para isso acontecer, está tudo bem).

  28. Não temos de gostar de toda a gente, mas temos de respeitar toda a gente.

  29. Há qualquer coisa de muito terapêutico no mar (mas também há peixes-aranha...).

  30. Escrever num blog é um ótimo exercício de reflexão e um bom hobbie.

  31. A maioria das decisões não são irreversíveis.

  32. Progredir lentamente é sempre muito melhor do que não progredir de todo.

  33. Ler faz bem, mas não é preciso gastar dinheiro em livros, quando se tem uma biblioteca por perto.

  34. Pedir sugestões aos bibliotecários também é sempre uma boa ideia.

  35. Aquilo que os outros dizem sobre ti (ou pensam) raramente é sobre ti.

  36. Às vezes, os problemas da vida resolvem-se sozinhos.

  37. Somos capazes de mais do que imaginamos.

  38. As amizades na idade adulta são mais difíceis de manter, mas não deixam de valer a pena o esforço.

  39. É importante usar protector solar na cara todos os 365 dias do ano (ou 366).

  40. Fazer uma caminhada é sempre uma boa ideia (se não estiver a chover).

  41. Tudo bem aceitarmos que há coisas que não são para nós (por exemplo, durante muitos anos quis experimentar paraquedismo, agora olhem, façam vocês, obrigada).

  42. Como dizia o Dumbledore, não é bom estarmos tão obcecados com o futuro que nos esquecemos de viver o presente.

  43. Não vale a pena investir numa relação com alguém que não partilha os nossos valores.

  44. Perder alguém que amamos custa muito e as saudades ficam para sempre.

  45. A vida, às vezes, tem boas surpresas para nós.

  46. Vivemos de memórias, e vale sempre a pena investir nelas.

  47. E é muito duro lidar com alguém que perdeu as suas...

  48. Menos séries, mais livros.

  49. Aprender a pedir ajuda é das coisas mais importantes que podemos aprender na vida.

  50. Fazer exercício físico é importante (mesmo que, às vezes, custe sair de casa...).

7 comentários

Comentar post