Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

22/11/63 de Stephen King: uma viagem no tempo para reverter a morte de J. F. Kennedy

O assassinato de J. F. Kennedy a 22 de Novembro de 1963 em Dallas, no Texas, foi um marco incontornável da história dos Estados Unidos. Seguiram-se o assassinato de Malcolm X (activista pelos direitos dos negros) em 1965 e Martin Luther King e Robert F. Kennedy em 1968. Mas, será que se J. F. Kennedy nunca tivesse sido morto, os restantes assassinatos teriam (...)

Uma vida para amar: tudo o que uma esposa de 1964 devia saber

«Uma vida para amar» é um livro de 1964, traduzido do italiano e publicado em Portugal pela mesma altura. Foi um dos livros pré 25 de Abril que descobri aqui por casa e achei que merecia uma menção aqui no blog, porque há passagens verdadeiramente tenebrosas. Logo na introdução, a autora Luisa Guarnero avisa que “algumas noções de carácter rigorosamente científico poderiam tornar-se árduas para a mentalidade feminina não especificamente preparada”. Por outras palavras, (...)

Leituras sobre a Palestina: Joe Sacco e Um Detalhe Menor

Palestina por Joe Sacco Joe Sacco passou dois meses com palestinianos nos territórios ocupados no Inverno de 1991 a 1992. Daí, resultaram várias novelas gráficas que contam as histórias das pessoas com quem se encontrou e que reflectem a repressão de Israel sobre a Palestina. Li os dois primeiros volumes "Palestina: na faixa de Gaza" e "Palestina: (...)

Hello, beautiful de Ann Napolitano

Este livro é uma homenagem a «Mulherzinhas» de Louise May Alcott, por isso, como não podia deixar de ser temos uma história familiar de quatro irmãs muito diferentes entre si. Julia, a mais velha, é pragmática e racional, Sylvia é apaixonada por livros e histórias, Cecelia é apaixonada pelas artes e Emeline é a cuidadora. As irmãs vivem com os pais - (...)

Não me esqueças de Alix Garin: a novela gráfica sobre o Alzheimer

Há cada vez mais novelas gráficas a serem editadas em Portugal, e ainda bem, porque algumas, como esta, são pequenas pérolas. A avó de Clémence, a personagem principal, sofre de Alzheimer e, perante o seu desespero em estar fechada num lar, Clémence decide raptar a avó e levá-la numa viagem em busca da hipotética casa de infância. É claro que fazer uma (...)