Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAR DE MAIO

Livros, viagens e tudo o que nos acrescenta

20
Jun16

When breath becomes air

Quis ler este livro assim que saiu, mas fui adiando. À uns dias tive de fazer tempo e fui para uma livraria lê-lo. Não aconselho. Devo ter feito uma bonita figura a deitar umas lágrimas nas últimas páginas.

Paul Kalanithi estudou Literatura e Neurocirurgia. No final da sua residência, foi-lhe diagnosticado um cancro terminal. Entre o diagnóstico e a sua morte, teve uma filha e escreveu estas páginas.

When breath becomes air.jpg

Este livro tem tudo para ser triste. Mas ainda assim, não é triste. A escrita de Paul tem uma força difícil de explicar que não remete para tristeza. O ponto de vista de Paul em relação à sua morte é de que a vida não é sobre evitar o sofrimento, mas procurar significado no que fazemos e na forma como o fazemos. Foi isso que Paul fez, com a família, com a Medicina, com a escrita.

 

O último capítulo, escrito por Lucy, a mulher de Paul já depois da sua morte é, esse sim, bastante triste mas foi também o meu preferido do livro. Houve duas partes que me marcaram. A primeira quando Lucy se refere ao período entre o diagnóstico e a morte de Paul como tendo sido o melhor e o pior da sua vida, o mais intenso. O segundo quando Lucy diz algo como "foi a vida que recebeu e isto foi o que fez com ela".

No fundo, o livro é sobre o que Paul fez com a sua vida, a Medicina, os livros, a escrita, a família, mas principalmente sobre o que fez com a sua vida perante a morte. Ter uma filha, escrever este livro. Como Lucy diz, ninguém está isento de morrer, vamos todos passar por isso e este livro é o testemunho de alguém que encarou a morte com força e vulnerabilidade e agarrou no pouco tempo que tinha para escrever estas páginas. E ainda bem que o fez.

 

Mais para ler:

 

(A versão portuguesa tem o título de "Antes de eu partir" e está editada pela Saída de Emergência. Usei o título e a capa originais porque acho que são tão mais bonitos.)

Mais sobre mim

foto do autor

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D